Páginas

segunda-feira, 30 de julho de 2012

«Chamas levaram tudo à sua frente»

Fogo consumiu vários hectares de área
em Cabanas de Torres durante a madrugada
de ontem. Os bombeiros estavam exaustos,
ontem de manhã, e suspeitam de mão criminosa
na origem do do incêndio         
 A noite de aflição para os bombeiros de Alenquer começou às 02h30 de ontem, quando o alerta soou no quartel. O fogo em Cabanas de Torres só foi dominado oito horas depois – o cansaço dos 130 bombeiros era evidente depois de o fogo ter consumido vários hectares de mato.
"Foi muito difícil controlar as chamas. O vento não estava a ajudar, os acessos eram terríveis, uma vez que eram caminhos com um único sentido. Além disso, o incêndio começou numa zona alta e as chamas ao descer levaram tudo à sua frente", relatou ao CM António Ribeiro, comandante dos bombeiros de Alenquer, que liderou a operação durante toda a noite.
Sobre as causas do incêndio, o comandante diz ser "muito estranho o incêndio começar de madrugada no meio do mato".
Vários animais que estavam numa propriedade e um armazém estiveram em risco e a sua protecção foi uma das maiores preocupações dos bombeiros.
Face à rapidez com que as chamas se propagavam, foi accionado um avião bombardeiro pesado que fez várias descargas de água. No local estiveram ainda 34 viaturas de várias corporações de bombeiros.



1 comentário: